5 de março de 2007

Ipe, urra, Mitsuba!




Homero Cassiano avisa: março é mês de aniversário do Mitsuba (lê-se Mitsubá). Aí você me pergunta: isso é de comer? É sim! Com três anos de vida, o restaurante japa ainda é injustamente pouco conhecido. Às vezes reflito sobre o porquê. E eu mesmo respondo.

Homero, o dono gente boa, apostou num restaurante de ótima cozinha num lugar improvável: a Rua São Francisco Xavier, na Tijuca. Nada contra os tijucanos. Mas o bairro, com exceção do Fiorino, não tem tradição de boa gastronomia. O Mitsuba, portanto, surge ali como um estrangeiro de fala esquista. Numa rua que, vamucombiná, não é das mais glamourosas.

Como quase todo bom japa, o Mitsuba tem ambiente simples, quase simplório. Não serve rodízio nem fusões da moda. Mas também não se fecha para a criatividade. O menu também traz uma caprichada seção de quentes, geralmente bom indício de um japa sério. Na Zona Sul, o restaurante provavelmente teria preços proibitivos.

Dois fatores classificam o Mitsuba para a pole position. A primeira é o frescor e variedade de seus frutos do mar. É só provar um de seus sushis e sashimis para perceber que eles servem tudo estalando de novo. Lá também é o lugar perfeito para levar aquele seu amigo que repete a frase "eu não gosto de peixe branco" como um mantra. Como não existe um peixe de nome "branco", sob o rótulo se escondem vários tipos de pescado. Nos rodízios da vida, você vai encontrar os ordinários. No Mitsuba, os extraordinários.

Outro diferencial é o efeito Eduardo Nakahara. O chef e sushiman da casa tem a introspecção e humildade típicas dos orientais. Porém não se engane: trata-se de um mestre. Quando Homero procurava um sushiman para seu restaurante, o badalado Nao Hara (do Shin Miura) recomendou Nakahara com fogos de artifício. Para quem duvida, basta experimentar seu menu degustação cheio de surpresinhas incomuns, uma viagem sensorial das melhores. Ou então delícias como o katsu roll, o enrolado com salmão, camarão, cream-cheese e nira, empanado com panko (farinha de rosca importada do Japão), acima na foto. Hot filadélfia pra que, mané?

Quando me deparo com um restaurante de trabalho bacana, quase idealista, entro pra a torcida. Sou do fã clube do Mitsuba, assim como do Suen e de outros tantos. Porque fazer cozinha sem se dobrar ao mau gosto, à cobrança extorsiva, às modas gastronômicas, à arrogância e aos caminhos fáceis não é pra qualquer um, não.



UPDATE: Fiquei sabendo que a degustação acabou. É uma pena. Agora restam os sushi ou combinados do chef, em que o cliente escolhe os sushi e sashimi que quer comer (inclusive uma cota de importados de acordo com o tamanho do prato) e paga em torno de R$ 2 por peça.

10 comentários:

Anônimo disse...

Conheço e adoro, com certeza está entre os melhores restaurantes de comida japonesa do Rio....recomendo

parabens Homero

Anônimo disse...

gugu,

não acreditei quando abri seu blog e dei de cara com o katsu roll, maravilhooooso! é uma das melhores comidinhas japas que já provei. imperdível mesmo.
beijo
Let
Ah, adorei o blog!

Tati disse...

Gustavo: mas tu come, hein, meu filho?
:-P
(Tá sensacional!)

Dri disse...

Gus! teu blog ta virando parada obrigatória, heim? essa delícia de texto sobre o mitsuba serviu de inspiração e convite para um jantarzinho essa semana. bjs e parabéns!

Anônimo disse...

O mitsuba é Ó-TI-MO !!!

Fiquei arrasada ao saber que o menu degustação acabou... Vamos repensar hein Homero!!

Fernanda.

Fernanda Teixeira disse...

Adoro, o Mitsuba.
É o lugar perfeito para encontrar aquele amigo que nunca dá tempo na hora do almoço. E vc acaba ficando horas porque o clima é tranquilo e simpatico. Tem estacionamento na porta com manobrista, é excelente. Dou Parabéns ao original Hot filadelfia!
Sou mais uma fã....

Anônimo disse...

Olá,
Não conhecia seu blog ainda e o Mitsuba, restaurante que fica bem pertinho da minha casa (sim, eu sou Tijucana e tenho a sorte de ter um restaurante desse, MARAVILHOSO! bem do meu ladinho..) me recomendou que lesse a matéria.

Achei que estava mesmo mais do que na hora da qualidade e da comida do Mitsuba serem elogiadas!

Hj em dia moro em Angola e infelizmente não tenho essa facilidade gastronômica (Buááá), mas dentro de 2 semanas estarei no Rio e vou começar, certamente, pelo Mitsuba!

Adorei o seu blog, as dicas e a sua forma de escrever.. de vez em quando vc poderia colocar o preço de alguns pratos, pra gente ver se cabe no nosso bolso antes de chegar no local... rsrs

Parabéns!
Carol

Anônimo disse...

Somos fãs de carteirinha do Mitsuba. Estamos na mesma torcida, esperando comemorar ainda muitos aniversários desse restaurante tão simpático. Almejamos que a qualidade dos pratos e o compromisso de Homero em prol da boa gastronomia prevaleçam sempre.

Parabéns Mitsuba!!!

Aline e Marcos

Anônimo disse...

Somos fãs de carteirinha do Mitsuba. Estamos na mesma torcida, esperando comemorar muitos aniversários desse restaurante tão simpático. Almejamos que a qualidade dos pratos e o compromisso de Homero em prol da boa gastronomia prevaleçam sempre.

Parabéns Mitsuba!!!

Aline e Marcos

Maria disse...

Puxa, não conheço. Já está na lista de prioridades. Mas vale o reforço da torcida do Suen. Também adoro. Amo aquela entrada de pétalas de rosa cristalizadas com sashimi de salmão. Nham-nham...
Beijos
Maria